Última hora

Última hora

Braço de ferro na Tailândia pode vir a ter contornos violentos.

Em leitura:

Braço de ferro na Tailândia pode vir a ter contornos violentos.

Tamanho do texto Aa Aa

Frente às câmaras da televisão nacional, o primeiro-ministro tailandês prometeu erradicar as camisas vermelhas do centro financeiro da capital, Banguecoque.

Ladeado pelo chefe do exército, numa demonstração do apoio militar, Abhisit Veijjajjiva não deu especificou nenhuma data para a evacuação da área, mas prometeu mão firme por parte dos soldados.

A área, Ratchaprasong, foi entretanto fortificada pelos apoiantes do antigo chefe do Governo deposto, Takhsin Shinawatra.

Os camisas vermelhas querem eleições para substituir o actual governo, não sufragado, e há três semanas que acampam no centro da capital.

Vários hotéis e centros comerciais na zona estão encerrados. Os líderes das camisas vermelhas afirmam estarem preparados para o uso da força policial e militar.

Por outro lado, na capital e resto do país surgem contra-manifestaçãos que juntam os camisas amarelas, apoiantes da monarquia, e manifestantes que vestem outras cores – todos pedem o fim do protesto vermelho e o regresso à normalidade.