Última hora

Última hora

Conservadores procuram a maioria absoluta nas legislativas deste domingo

Em leitura:

Conservadores procuram a maioria absoluta nas legislativas deste domingo

Tamanho do texto Aa Aa

Dois mil e quinhentos eleitores húngaros foram chamados às urnas este domingo para a segunda volta das legislativas.

Hoje apenas votam os inscritos nas circunscrições onde nenhum candidato conseguiu a maioria absoluta no passado dia 11.

Este eleitor afirma que “uma maioria absoluta de dois terços permite ao governo decisões mais rápidas e evitar perda de tempo.”

Para esta mulher apenas interessa o futuro dos seus netos: “Não me interesse se ganha o Fidesz ou o MSZP, só quero um futuro melhor para os netos.”

O escrutínio vai decidir a amplitude do apoio com que o partido Fidesz vai governar, já que esta formação, conservadora, foi a grande vencedora da primeira volta.

As sondagens apontam para uma maioria absoluta – mais de dois terços dos 386 assentos no parlamento.

No entanto, seguindo uma tendência verificada no resto da Europa, a extrema-direita também ganha terreno na Hungria.

O Jobbick, partido xenófobo, deve obter pelo menos 16 por cento dos votos, e tornar-se na terceira força política nacional, depois dos socialistas, que perderam a liderança do Executivo e devem ficar-se nos 19 por cento.