Última hora

Última hora

Kaczynski quer substituir Kaczynski

Em leitura:

Kaczynski quer substituir Kaczynski

Tamanho do texto Aa Aa

Jaroslaw Kaczynski vai ser candidato às eleições presidenciais de 20 de Junho, na Polónia.

O irmão gémeo do presidente Lech Kaczynsky – morto a dez de Abril num acidente de avião – deixou o suspense em aberto até à última hora. O anúncio foi feito esta segunda-feira, o último dia para a apresentação das candidaturas.

Numa declaração publicada no sítio da Internet do seu partido – Direito e Justiça (PiS) – Jaroslaw explicou que se candidata pela Polónia, apesar da “tragédia pessoal”.

A morte de Lech Kaczynsky abalou o país. Alguns analistas dizem que a tragédia poderá ter um peso na campanha e influenciar o eleitorado.

Inseparáveis, os gémeos Kaczynski chegaram juntos às cadeiras do poder. Estudaram Direito e militaram na oposição comunista. Em 2005, Lech foi eleito presidente; Jaroslaw foi primeiro-ministro de Julho de 2006 a Novembro de 2007.

Aos 60 anos, Jaroslaw Kaczynski, quer herdar o testamento político do irmão. Tem pela frente
Bronislaw Komorowski, o candidato do partido liberal Plataforma Cívica e favorito na eleição, segundo as sondagens.

A dez de Abril, 96 pessoas – entre as quais o presidente polaco e várias personalidades políticas e militares – morreram num acidente de avião, na Rússia.

Bronislaw Komorowski assumiu a presidência interina e é o candidato da coligação centrista do primeiro-ministro Donald Tusk. As sondagens apontam Komorowski como o vencedor, com uma larga vantagem sobre Kaczynski, o líder da oposição conservadora. A Polónia vai a votos a 20 de Junho.