Última hora

Última hora

Grécia: trabalhadores dos transportes públicos em greve

Em leitura:

Grécia: trabalhadores dos transportes públicos em greve

Tamanho do texto Aa Aa

Durante seis horas, os transportes públicos pararam na Grécia.

Uma paralisação em sinal de protesto contra as medidas de austeridade anunciadas pelo governo e que deixou o país a meio gás.

Segundo uma sondagem, hoje, divulgada 61% dos gregos não concorda com ao pedido de ajuda feito à União Europeia e ao Fundo Monetário Internacional. Isto numa altura em que o primeiro-ministro tenta serenar os ânimos no Parlamento.

“Estamos a passar por um dos momentos mais difíceis nas últimas décadas. O nosso país, bem como, a Europa e a economia global estão a passar por um desafio sem precedentes. As medidas que tomámos são históricas. As decisões políticas em curso são decisivas para o futuro dos gregos e para o futuro da Europa” afirma George Papandreou.

Palavras que não convencem os trabalhadores.
Muitos defendem que a única solução é sair à rua e protestar.

Um homem pergunta: “o que é que podemos fazer? Sentar no sofá e protestar no Facebook. Talvez os mais jovens possam fazê-lo, sublinha, mas os trabalhadores não têm outra alternativa.”

Um outro refere “temos de protestar, temos de fazer alguma coisa, temos de agir porque por aquilo que vejo estão a conduzir-nos ao precipício”

Para o final da tarde está prevista uma manifestação em Atenas. Uma nova greve poderá ser convocada já para Maio.