Última hora

Última hora

Soldado morre em confrontos com manifestantes na Tailândia

Em leitura:

Soldado morre em confrontos com manifestantes na Tailândia

Tamanho do texto Aa Aa

Um soldado tailandês morreu hoje em confrontos entre o exército e os manifestantes.

Os “camisas vermelhas” tentavam cumprir a promessa de alargar os protestos aos arredores de Banguecoque. Mas foram barrados pelas forças de ordem.

Cerca de um milhar de manifestantes, em carrinhas e motos, dirigia-se para o norte da capital, quando um dispositivo de centenas de soldados e polícias bloqueou a estrada.

As forças de segurança dispararam para o ar. Ainda que a televisão pública tenha noticiado que apenas havia balas de borracha, um soldado foi baleado na cabeça. Não se sabe de que lado partiu o disparo. Na confusão, ficaram ainda feridas, pelo menos, 15 pessoas.

Para hoje, estavam previstas várias marchas de protesto, desafiando os militares e as ameaças do governo em utilizar a força.

Os manifestantes ocupam, há cerca de um mês, uma zona comercial de luxo, em Banguecoque. Esta madrugada, colocaram botijas de gás e “cocktails molotov” à volta do acampamento para se defenderem de uma eventual investida do exército.

Desde que os protestos regressaram às ruas da capital, morreram, pelo menos, 26 pessoas e mil ficaram feridas. Os “camisas vermelhas” exigem a demissão do primeiro-ministro e a convocação de eleições antecipadas.