Última hora

Última hora

"Contágio com Portugal já está a acontecer"

Em leitura:

"Contágio com Portugal já está a acontecer"

Tamanho do texto Aa Aa

Em Atenas encontram-se funcionários do Fundo Monetário Internacional, da União Europeia e do Banco Central Europeu para tentarem definir o pacote de ajuda à Grécia. O objectivo é conseguir fechar o acordo nos próximos dias. Mas as reservas alemãs podem entravar todo o processo.

Jon Davies, euronews:
A eurozona está verdadeiramente em risco de colapso ou isto é um exagero?

Simon Tilford, Centre for European Reform:
É certamente um exagero. Penso que existem dúvidas legítimas acerca da sustentabilidade da eurozona com os membros actuais mas falar do fim da eurozona por causa desta situação é de um alarmismo excessivo. Uma reestruturação da dívida grega é inevitável. O contágio com Portugal não é apenas uma possibilidade, já está a acontecer. E se os mercados não acalmarem, se a União Europeia não tomar as medidas necessárias para tranquilizar os mercados, então penso que vamos continuar a assistir ao aumento da aversão ao risco relativamente aos activos portugueses e Portugal pode muito facilmente vir a encontrar-se numa posição similar à da Grécia.

Jon Davies, euronews:
Qual é o papel que está a ser desempenhado pelas agências de notação? Nos últimos dias degradaram as notas da Grécia, de Portugal e de Espanha. Explique-nos como é que um grupo de economistas desacreditados de Nova Iorque tem esta influência desproporcionada sobre as economias da Europa?

Simon Tilford, Centre for European Reform:
Os bancos não deviam tomar decisões sobre grandes investimentos com base nas notações produzidas por estas agências. Não estou convencido que a sua substituição por uma agência pública da União Europeia resulte numa grande melhoria. Penso que neste caso existiria um potencial para a agência ser politicamente comprometida. No entanto, penso que tem de ser feita uma reforma das agências de rating mas o momento não é o mais apropriado.