Última hora

Última hora

Portugal prepara medidas suplementares para reduzir défice

Em leitura:

Portugal prepara medidas suplementares para reduzir défice

Tamanho do texto Aa Aa

O governo português tenta sossegar os investidores, anunciando que vai cumprir à risca o plano de estabilidade e crescimento (PEC) destinado a reduzir o défice até 2013.

O ministro das Finanças não exclui para já a possibilidade de aplicar medidas suplementares de redução de despesa, como a revisão dos grandes projectos de obras públicas, que deverão ser discutidas amanhã durante a reunião quinzenal do Parlamento.

O governo tenta assim contra-atacar o impacto da queda da quotação da dívida portuguesa nas pautas das agências de notação.

Como afirma o presidente da Associação Portuguesa de Bancos, “é preciso agir rapidamente, com medidas adaptadas, não só para acalmar os mercados mas também para empreender as reformas estruturais necessárias em Portugal.

Para já os mercados reagiram de forma positiva ao acordo entre a oposição e o governo para fazer frente à crise económica.

O Índice PSI20 flutuou hoje entre os 2 e 4% positivos, e a taxa de juro da dívida caiu ligeiramente, graças em parte aos anúncios dos analistas e do director do FMI que asseguram que a situação portuguesa não se pode comparar à da Grécia.

As medidas de austeridade arriscam, no entanto, inflamar a contestação dos sindicatos que prometem fazer da luta contra o PEC, uma das principais bandeiras das manifestações do primeiro de Maio.