Última hora

Última hora

Diplomacia antes da abertura da Expo Xangai

Em leitura:

Diplomacia antes da abertura da Expo Xangai

Tamanho do texto Aa Aa

É a maior Exposição Mundial jamais realizada e abrirá hoje as suas portas em Xangai. Dois anos após a realização dos Jogos Olímpicos, a China não deixa os seus créditos por mãos alheias: 20 vezes maior do que a de Zaragoza, a exposição de Xangai estende-se por mais de cinco quilómetros quadrados, em ambas as margens do Rio Huangpu.

Sob o lema “Melhor cidade, melhor vida”, Xangai pretende promover as questões ambientais. Mas, para a China, este megaevento é também uma oportunidade diplomática.

Sob apertadas medidas de segurança, o presidente chinês iniciou uma maratona de recepções oficiais. A começar por Kim Yong Nam, o número dois da Coreia do Norte. Hu Jintao espera estreitar laços com as duas Coreias. Mas, numa altura em que aumentam as tensões entre os dois países, a esperança de um encontro bilateral de alto nível, entre as duas partes da península, num terreno neutro como Xangai parecem cada vez mais ténues.

Esta é a primeira participação da Coreia do Norte numa exposição mundial, que reúne 191 países. Até ao fecho do evento, a 31 de Outubro, Xangai espera 70 milhões de visitantes, dos quais apenas cinco por cento estrangeiros.