Última hora

Última hora

1° de Maio "explosivo" na Grécia

Em leitura:

1° de Maio "explosivo" na Grécia

Tamanho do texto Aa Aa

É sob forte tensão que os gregos vivem este 1° de Maio. Milhares de pessoas concentram-se, desde esta manhã, em diversos pontos de Atenas e noutras cidades, em manifestações de protesto.

Os gregos decidiram fazer do Dia do Trabalhador um balão de ensaio para a greve geral prevista para o próximo dia 5.

Com o país à beira da falência, os gregos temem pelo futuro:

“O 1° de Maio é o primeiro passo de uma série de batalhas futuras, porque os direitos dos trabalhadores estão em causa neste momento”, afirma um cidadão.

O dia de hoje é crucial para o futuro da Grécia. O acordo sobre o plano de salvamento da economia está a ser concluído e será anunciado este domingo. Um plano composto por um crédito inicial de 45 mil milhões de euros concedido pelos parceiros europeus e pelo FMI, que será acompanhado de severas medidas de austeridade para contenção das despesas.

Para os cidadãos isto significa congelamento de salários, perda de algumas regalias sociais e sobretudo mais impostos.

Alguns sectores de actividade estão já paralisados este sábado. Os sindicatos apelam a protestos em massa.