Última hora

Última hora

Primeiro 1.° de Maio em Istambul em três décadas

Em leitura:

Primeiro 1.° de Maio em Istambul em três décadas

Tamanho do texto Aa Aa

Neste 1.° de Maio, entre 100 mil e 200 mil turcos reuniram-se, pela primeira vez em 32 anos, na praça Taksim, em Istambul.

Aqui, em 1977, 37 pessoas morreram, vítimas de um ataque terrorista contra os manifestantes do Dia do Trabalhador.

Este ano, o primeiro em que as manifestações foram de novo autorizadas, foi previsto um forte dispositivo de segurança. Vinte e dois mil polícias foram destacados para a praça.

O que não impediu que um dos líderes sindicais fosse atacado por um grupo de trabalhadores. Mustafa Kumlu foi obrigado a abandonar o palco onde tencionava discursar e a abrigar-se num edifício próximo do local.

Mas, no geral, a manifestação decorreu de forma pacífica. Alguns manifestantes fizeram questão de relembrar o 1.° de Maio de 1977 com cartazes onde se lia: “Estive aqui há 33 anos e agora voltei”.

Após os sangrentos acontecimentos de 77, uma única manifestação foi realizada, no ano seguinte. Depois, o governo proibiu-as. Ao longo dos anos, os sindicatos tentaram manifestar na praça Taksim, mas foram sempre impedidos pela polícia.