Última hora

Última hora

Kim Jong-Il busca apoio junto de Pequim

Em leitura:

Kim Jong-Il busca apoio junto de Pequim

Tamanho do texto Aa Aa

Kim Jong-Il está na China. O líder norte-coreano procura o apoio e a protecção do principal aliado. A Coreia do Norte atravessa uma fase de grandes dificuldades económicas a que se somam as pressões da comunidade internacional por causa do programa nuclear.

Nesta primeira visita à China, após o ataque cardíaco que sofreu em 2008, Kim Jong-Il espera atrair o investimento chinês, para as águas coreanas. Mas, para tal, vai ter de fazer concessões. O catedrático Yang Moo-Jing acredita que seja “possível que Kim Jong-Il manifeste a vontade de desnuclearizar a Coreia do Norte e regressar à mesa das negociações.”

A vizinha Coreia do Sul suspeita Pyongyang de ter estado na origem do naufrágio de um dos seus navios de guerra, provocando a morte a 46 militares.
Com o país cada vez mais isolado face ao Sul da península, a visita à China ocorre numa altura em que a Coreia do Norte enfrenta sanções da ONU, após os testes nucleares do ano passado.
Pequim receia criar instabilidade nas suas fronteiras, mas não aprova a ambição atómica de Pyongyang – que se prepara para um novo teste nuclear nos próximos dois meses.