Última hora

Última hora

Maré negra com 200 quilómetros de comprimento

Em leitura:

Maré negra com 200 quilómetros de comprimento

Tamanho do texto Aa Aa

É aquela que muitos dizem ser a maior catástrofe ecológica de sempre. O estado norte-americano do Luisiana é um dos mais afectados.

A maré negra conta com 200 quilómetros de comprimento. Isto numa altura em que a plataforma continua a verter para o mar 5 mil barris de petróleo por dia.

Os especialistas acreditam que a contaminação possa ser cinco vezes superior ao esperado.

A BP anunciou, entretanto, que a cúpula construída para conter o petróleo possa ser colocada, no local da fuga, dentro de uma semana.

A população não poupa críticas à actuação da empresa britânica, que acusa de não ter um plano de emergência.

Perante os jornalistas, o presidente norte-americano atribuiu as responsabilidades à BP e lembrou que é ela quem vai pagar a conta.

A empresa acreditava que um desastre ecológico deste tipo era um cenário praticamente impossível com base num estudo encomendado meses antes.

Para combater o desastre ecológico têm sido desdobradas quilómetros e quilómetros de barreiras insufláveis, que de pouco ou nada têm servido.

Os ventos fortes e o mar agitado previstos para os próximos dias prometem dificultar os trabalhos para conter o lençol de crude, que já levou quatros estados norte-americanos a declararem o estado de emergência.