Última hora

Última hora

Violentos confrontos no Cairo entre polícia e manifestantes

Em leitura:

Violentos confrontos no Cairo entre polícia e manifestantes

Tamanho do texto Aa Aa

No Cairo, degenerou em violência, a manifestação dos opositores ao regime de Hosni Mubarak, no poder há 29 anos. Os confrontos começaram quando um grupo de manifestantes tentou forçar o cordão policial. Pelo menos uma pessoa foi detida.
 
Cerca de quatrocentos manifestantes, incluindo deputados da oposição, reuniram-se, no Cairo, para exigem a revisão constitucional, eleições livres e o fim do estado de emergência, velho de várias décadas. “O estado de emergência dá, ao ministro do interior, o direito de prender qualquer pessoa sem culpa formada, falsificar eleições, substituir urnas de voto… e os egípcios sabem que tudo isto acontece regularmente”, afirma Hassan Naf’a, líder da Associação Nacional para a Mudança.
 
Com eleições legislativas este ano e presidenciais no próximo, Mubarak, de 81 anos, ainda não anunciou se se recandidata ou não a um novo mandato. Mas os analistas estimam que, se não o fizer, o filho assumirá certamente os comandos.
 
O presidente egípcio estava, esta segunda-feira, mais interessado na política externa. Mubarak, mediador na questão do Médio Oriente, reuniu-se, em Charm El-Cheikh, com Benjamin Netanyahu, com quem discutiu o relançamento do processo de paz para a região.