Última hora

Última hora

Cerca de 170 milhões de chineses vítimas de perturbações mentais

Em leitura:

Cerca de 170 milhões de chineses vítimas de perturbações mentais

Tamanho do texto Aa Aa

Segurança reforçada na China, depois dos últimos ataques a escolas e jardins-de-infância.

Para travar a onda de violência, as autoridades aumentaram o número de agentes nas ruas e instalaram novas câmaras de vigilância.

Em seis semanas ocorreram cinco ataques no país.

No final de Abril um desempregado entrou numa creche e apunhalou várias crianças. Cinco ficaram gravemente feridas.

Um estudo publicado em 2009 revela que mais 170 milhões de chineses são vítimas de perturbações mentais. A maioria nunca teve apoio clínico

“Eles procuram um alvo vulnerável para se vingar. Penso que isto se aplica à maioria dos incidentes que temos visto. Não procuram o confronto com alguém forte porque têm medo de perder e de serem humilhados. Por isso o que fazem é escolher crianças inocentes.” afirma o psicólogo Sun Yuxiao.

Ontem, a polícia chinesa matou a tiro um homem, que mantinha uma criança refém.

O raptor exigia que a polícia o ajudasse a encontra uma mulher que conheceu através da internet e que se recusava a encontrá-lo pessoalmente.

O homem ameaçava ferir a criança caso a exigência não fosse satisfeita.