Última hora

Última hora

Eleições britânicas: as apostas ainda estão abertas

Em leitura:

Eleições britânicas: as apostas ainda estão abertas

Tamanho do texto Aa Aa

Os britânicos adoram apostas. E com a grande incerteza que rodeia as eleições legislativas desta semana, todos os resultados são passíveis de apostas. Quem esfrega as mãos de contentamento são os agentes:

“Ao todo, foram gastos 25 milhões de libras só para estas eleições. Nas nossas agências, temos assistido a um aumento das apostas na ausência de maioria absoluta; e antes do primeiro debate, as apostas em Nick Clegg chegaram a estar a 150 contra um. Agora que os debates acabaram, desceram para sete a um.”

O voto de cada britânico é, de facto, uma incerteza. Entre os que mudam de campo e os que não confiam em ninguém, todos os resultados são possíveis.

“Vai ser muito, muito renhido… Dantes eu votava nos trabalhistas mas penso que desta vez vou votar nos conservadores.”

“Pessoalmente, não me parece que haja uma alternativa a Gordon Brown. Não me parece que os dois outros candidatos tenham a experiência que ele tem para nos tirar desta recessão.”

“Não quero votar em nenhum deles, não penso que sejam honestos e não concordo com as politicas. Não quero ir para a Europa nem perder a libra.”

Tradicionalmente, no Reino Unido, os jornais escolhem um partido a quem apoiam. Isto significa más notícias para o líder dos trabalhistas, que ainda não receberam o apoio de nenhum jornal.

Isabelle Kumar, Euronews :

Mas talvez ainda haja esperança para Gordon Brown. Numa sociedade cada vez mais digital, há uma interrogação que se coloca: Qual é a verdadeira influência do apoio dado pelos jornais?