Última hora

Última hora

BCE dá sinal de confiança à Grécia

Em leitura:

BCE dá sinal de confiança à Grécia

Tamanho do texto Aa Aa

O estado-maior do Banco Central Europeu reuniu-se, em Lisboa, esta quinta-feira, e o caso da Grégia esteve no centro das atenções.

O presidente, Jean Claude Trichet reconheu que o clima económico é de incerteza e que a recuperação será lenta. Tudo, por causa da Grécia.

Apesar disso,considerou que o plano de austeridade grego parece ser suficiente, para inverter a situação:

“O Conselho de Governadores teve em consideração toda os aspectos do programa da recuperação da Grécia e decidiu dizer aos governos que há um argumento para ativar as ajudas bilaterais”.

Uma manifestação de confiança, em relação à crise grega e à capacidade de recuperação.

As situações de Portugal e Espanha também foram analisadas.

Outro tema forte da conferència de imprensa final foi a situação do euro, em queda constante, contra o dolar. Esta quinta-feira, atingiu o valor mais baixo, desde 12 de Março de 2009.

Trichete disse quie isso se deve ao facto de o Banco Central Europeu se recusar a fazer intervenções de mercado, para travar a desvalorização. Hoje, o euro quotou nos 1.27 dólares.

Realçou como principal objectivo a estabilidade de preços, dizendo mesmo que é isso que o Povo europeu, espera do BCE.

O BCE não intervem no mercado para segurar o euro, tal como não vai intervir para salvar a Grécia. Foi uma garantia de Trichet. Não haverá absorção de títulos da dívida grega, uma solução defendida por diversos analistas.

As taxas de juro vão manter o valor actual de 1 por cento.