Última hora

Última hora

Barroso alerta para a necessidade de consolidação fiscal

Em leitura:

Barroso alerta para a necessidade de consolidação fiscal

Tamanho do texto Aa Aa

As medidas anunciadas por Bruxelas para proteger o euro de ataques especulativos deram um novo ânimo aos investidores.

Ao fundo de 750 mil milhões de euros aprovados pela União Europeia soma-se um mecanismo que permite ao Banco Central Europeu intervir nos mercados de obrigações para garantir liquidez.

O Governador do Banco de Portugal lembra que o plano de auxilio não é a solução para todos os males.

O Presidente da Comissão Europeia alerta para a necessidade de consolidação fiscal por parte dos Estados-membros.

“Não se trata, apenas, de um acordo de assistência, mas de consolidação. Congratulo-me com o facto de alguns Estados-membros terem anunciado novas medidas para restabelecer rapidamente a consolidação fiscal. A solução para este problema passa por uma maior coordenação europeia, por uma maior coerência e por uma política de coordenação económica” afirma Durão Barroso.

É o caso de Portugal. O ministro das Finanças anunciou em Bruxelas um reforço das medidas de consolidação orçamental. O objectivo é reduzir em o défice previsto para 2011 em 1,5%.

Teixeira dos Santos admitiu, entretanto, vir a aumentar os impostos para consolidar as contas públicas.