Última hora

Última hora

Mercados em dia histórico

Em leitura:

Mercados em dia histórico

Tamanho do texto Aa Aa

As bolsas da Europas registaram esta segunda-feira, valorizações hitóricas.

Madrid bateu todos os recordes, com uma apreciação superior as 14 por cento. Valorizações na casa dos 10 por cento foram registadas em Lisboa e Milão, com Paris e Franckgurt também com comportamentos históricos.

Foi uma reacção dos mercados ao anúncio de um pacote de ajuda aos países em dificuldade e ainda em defesa do Euro.

O Banco Central Europeu vai também comprar títulos da dívida pública, dos países com mais dificuldade de refinanciamento. Uma operação explicada por Antoinne Juillard:

“O Banco Central Europeu comprou no mercado obrigacionista títulos da dívida pública de estados europeus, como a Grécia, a Espanha ou Portugal, o que vai permitir a estes países refinanciarem-se a um custo muito menor, porque as taxas de juro serão mais suaves. Em segundo lugar, houve uma operação de ajuda, a um ano, que vai permitir aos bancos comerciais refinanciarem-se, porque o crédito começava à escassear. É um tipo de financiamento que o Banco Central Europeu não fazia há muito tempo. Por último, um acordo com os grandes bancos centrais mundiais para uma troca de divisas o que vai permitir ã zona euro dispôr agora de um stock em dólares suficiente”.

Uma compra de dividas que vai deixar a moeda única mais protegida, das operações especulativas. Esta segunda-feira, o euro cutou nos 1.28 dolares, uma ligeira subida, em relação aos valores da semana passada.