Última hora

Última hora

Mercados voltam ao vermelho

Em leitura:

Mercados voltam ao vermelho

Tamanho do texto Aa Aa

A Bolsa de Madrid continua na linha da frente da actualidade. Depois de um dia de ganhos históricos, o índice Ibex regressou, esta terça-feira, a um clima de depressão. Registou perdas superiores a 3 por cento. Mas não esteve só, em Lisboa, o PSI 20 também perdeu, 1.87. Perdas ainda em Londres, Paris e Bruxelas. Só a Bolsa de Frankfurt se salvou. Passou a maior parte da sessão no vermelho, mas conseguiu depois uma recuperação, fechando ligeiramente positiva.

O dia também não foi feliz para o euro. Perdeu 0.7 por cento contra o dólar e fechou a cotar nos 1.27. São dias difíceis para o Banco Central Europeu. A política da monetária da União começa a ficar sob pressão, como diz Robert Halver, do Baader Bank: “Eu suponho que é difícil para o BCE manter-se independente no longo prazo, porque os outros países pressionam enormemente e o BCE tem de fazer seu trabalho para criar alguma inflação e isso não é uma boa notícia”. Controlar a política de preços, com a moeda em queda, o grande desfio para o Banco Central Europeu.

Angela Merkel e o seu governo aprovaram, entretanto, os termos da participação alemã, no plano de ajuda de 750 mil milhões de euros. Um plano que ainda não entusiasma os mercados.