Última hora

Última hora

Balanço da tragédia mineira na Sibéria sobe para 52 mortos

Em leitura:

Balanço da tragédia mineira na Sibéria sobe para 52 mortos

Tamanho do texto Aa Aa

As autoridades russas reconheceram que existem poucas hipóteses de encontrar outros sobreviventes da mais recente tragédia mineira na Sibéria.

Esta terça-feira tiveram lugar os primeiros funerais. O balanço oficial é para já de 52 mineiros e socorristas mortos, mas outras 38 pessoas estão ainda desaparecidas.

A primeira explosão na maior exploração de carvão do país ocorreu quando estavam 370 mineiros no interior, seguida por uma segunda deflagração poucas horas mais tarde, quando os primeiros socorros se encontravam no local.

O primeiro-ministro russo visitou a mina e ordenou uma investigação para apurar causas e responsabilidades. Vladimir Putin sublinhou que “é preciso saber o que conduziu a um número tão elevado de mortos, a uma tragédia desta proporção”.

Num encontro com os familiares das vítimas, Putin apresentou condolências e garantiu que o Estado fará tudo para apoiá-los.

As explosões na mina de carvão fizeram também mais de 80 feridos, alguns dos quais em estado grave, e constituem já a segunda maior catástrofe mineira da Rússia pós-soviética.

Em 2007, 108 pessoas perderam a vida noutra mina siberiana.