Última hora

Última hora

Espanha aperta o cinto

Em leitura:

Espanha aperta o cinto

Tamanho do texto Aa Aa

O primeiro-ministro espanhol apresentou ao parlamento um ambicioso programa de austeridade. José Luis Rodriguez Zapatero anunciou que o governo pretende reduzir o défice orçamental do país de 11,2 % para 6% já no próximo ano. Congelamento de salários e o emagrecimento da força laboral na função pública são algumas das medidas.

“Estou consciente que muitos cidadãos não vão entender que quando o governo lhes anuncia a recuperação económica, e os dados do primeiro trimestre indicam de facto que estamos a sair da crise, lhes seja pedido mais um esforço e lhes solicite mais compromisso. A situação é difícil e seria insensato ocultá-la. Mas posso a assegurar a todos que o governo não vai desfalecer e está seguro, estamos convencidos que conseguiremos avançar, regressar à recuperação económica, à estabilidade e a geração de emprego”, declarou.

As novas medidas surgem na sequência da criação do fundo de emergência da União Europeia e do Fundo Monetário Internacional de um milhão de milhões de euros para ajudar as nações mais fracas da eurozona.