Última hora

Última hora

Zapatero anuncia medidas suplementares para reduzir o défice

Em leitura:

Zapatero anuncia medidas suplementares para reduzir o défice

Tamanho do texto Aa Aa

Reduzir o salário dos funcionários públicos em 5%, já a partir de Junho, é uma das principais medidas suplementares para lutar contra o défice em Espanha.

Além disso, os ordenados da administração e as pensões de reforma ficarão congelados em 2011.

O governo vai, ainda, eliminar o cheque bebé por nascimento, de 2500 euros, e reduzir o investimento público em cerca de seis mil milhões de euros.

As medidas foram apresentadas, esta quarta-feira, pelo primeiro-ministro espanhol, no Congresso de Deputados, em Madrid.

“São medidas fundamentais para alcançar o compromisso de reduzir o défice, para reforçar a confiança na economia espanhola e para contribuir para a estabilidade financeira da zona euro”, justificou Jose Luis Rodriguez Zapatero. “Isto supõe uma redução das despesas de 15 mil milhões de euros, entre 2010 e 2011”, concluiu.

O anúncio surge no dia em que o presidente do Banco Central Europeu, Jean Claude Trichet, apelou aos países da zona euro para equilibrar as contas públicas.

O governo espanhol já tinha anunciado um corte de 50 mil milhões de euros, através de medidas aprovadas no início do ano.