Última hora

Última hora

É o mês das greves na Roménia

Em leitura:

É o mês das greves na Roménia

Tamanho do texto Aa Aa

Os cortes nos salários e nas pensões suscitam revolta entre a população romena. Ontem, os reformados saíram à rua para protestar contra o plano de austeridade do governo.

O Fundo Monerário Internacional (FMI) só entrega mais uma fatia da ajuda de 20 mil milhões de euros se houver cortes na despesa pública. A política do FMI é alvo de fortes críticas no país.

Há cerca de cinco milhões e meio de reformados na Roménia. A reforma média é de 162 euros. Na terça-feira foi a vez dos agricultores saírem à rua. O sector agrícola exige subsídios e acesso aos fundos da União Europeia.

Para hoje estão previstos mais protestos em várias cidades romenas.