Última hora

Última hora

Número de vítimas na Sibéria aumenta para 66

Em leitura:

Número de vítimas na Sibéria aumenta para 66

Tamanho do texto Aa Aa

A explosão de uma mina de carvão na Sibéria causou a morte a 66 pessoas. É o último balanço das autoridades russas que suspenderam as buscas devido às fortes concentrações de gás e aos incêndios.

Nas últimas horas foram encontrados mais seis corpos. 24 pessoas permanecem desaparecidas.

370 pessoas encontravam-se a trabalhar na mina de Raspadskaia quando ocorreu uma primeira explosão no sábado à noite.

Uma segunda deflagração mais violenta ocorreu algumas horas depois, já na presença dos socorristas.

O primeiro-ministro russo encontrou-se com os familiares das vítimas. Várias pessoas criticaram as operações de socorro.

Vladimir Putin exigiu que sejam tiradas as “conclusões adequadas” para que novos acidentes sejam evitados.

Os acidentes mortais nas minas russas são frequentes devido à má qualidade das infra-estruturas e à violação das regras de segurança.

O grupo do milionário russo Roman Abramovitch é dono de 40% do capital da mina de Raspadskaia.