Última hora

Última hora

Papa condena aborto e casamento homossexual em Fátima

Em leitura:

Papa condena aborto e casamento homossexual em Fátima

Tamanho do texto Aa Aa

O terceiro dia da visita do Papa a Portugal ficou marcado pela condenação do aborto e do casamento entre pessoas do mesmo sexo.

A intervenção do Bento XVI surge num momento em que o presidente Anibal Cavaco Silva estuda a legislação recentemente aprovada que autoriza o casamento homossexual.

Depois de uma missa em Fátima perante 500 mil fiéis, Bento XVI escolheu um encontro com responsáveis de instituições de solidariedade social para defender:
“As iniciativas que visam tutelar os valores essenciais e primários da vida, desde a sua concepção, e da família, fundada sobre o matrimónio indissolúvel de um homem com uma mulher”.

Ovacionado pelas 9000 pessoas presentes, o discurso do Papa não trouxe no entanto qualquer novidade sobre a posição há muito conhecida da Igreja, como sublinhou a ministra da Saúde, Ana Jorge:

“É a posição da Igreja que já era conhecida, portanto não foi nada de novo como pode calcular.”

Bento XVI regressa hoje a Roma depois de celebrar uma missa no Porto. A visita a Portugal ficou também marcada pela crise que atravessa o Vaticano devido aos escândalos de pedofilia no clero.