Última hora

Última hora

Berlim proíbe "naked short-selling"

Em leitura:

Berlim proíbe "naked short-selling"

Tamanho do texto Aa Aa

A Alemanha proibiu a venda a descoberto de acções e de obrigações do Tesouro. A interdição entrou em vigor à meia-noite. A medida destina-se apenas às dez instituições financeiras mais importantes do país.

A venda a descoberto é conhecida pelo termo inglês de “naked short-selling” e consiste na venda de títulos que os intermediários não possuem para fazer baixar o preço, comprá-los a um preço inferior ao de venda e embolsar o lucro.

Wall Street reagiu mal à decisão de Berlim. O Dow Jones fechou a perder 1,08 por cento e o Nasdaq perdeu 1,57 por cento. O euro foi também afectado e atingiu novo mínimo de quatro anos face ao dólar.

Mas a Alemanha não conta ficar por aqui na luta contra a especulação em torno da moeda europeia.

A chanceler Angela Merkel anunciou a intenção de tributar as transacções financeiras, de preferência ao abrigo de um acordo internacional. Mas se tal não for alcançado a Alemanha pretende, pelo menos, um compromisso europeu nesta matéria.

Entretanto, a coligação no governo anunciou para sexta-feira a votação do projecto relativo ao pacote financeiro para salvar o euro da crise.