Última hora

Última hora

Violência prolonga-se após operação para desalojar camisas vermelhas

Em leitura:

Violência prolonga-se após operação para desalojar camisas vermelhas

Tamanho do texto Aa Aa

Banguecoque continua a ser palco de incidentes violentos, depois do Exército ter concluído uma operação para desalojar os camisas vermelhas entricheirados no centro da capital tailandesa.

Vários centros comerciais, a Bolsa de Valores e um canal de televisão estatal foram atacados e incendiados por grupos incontrolados de manifestantes.

Vários líderes do movimento de contestação antigovernamental renderam-se e apelaram à dispersão das manifestações, antes de se entregarem às autoridades.

Os militares efectuaram dezenas de detenções e estão a reunir os camisas vermelhas para os transferir para as províncias de onde vieram, há quase seis semanas, para ocupar uma parte do centro de Banguecoque.

Um porta-voz do Exército disse que “a situação geral está sob controlo”, mas o governo tailandês decidiu declarar um recolher obrigatório para esta noite na capital.

A operação para assumir o controlo do bastião dos camisas vermelhas saldou-se em pelo menos quatro mortos e dezenas de feridos.

Entre as vítimas mortais conta-se o fotógrafo italiano Fabio Polenghi, de 45 anos.

O “acampamento vermelho” no centro de Banguecoque estendia-se por três quilómetros quadrados e albergava cerca de 3000 manifestantes.