Última hora

Última hora

Esta manhã frente ao município de Cannes o tom foi de protesto

Em leitura:

Esta manhã frente ao município de Cannes o tom foi de protesto

Tamanho do texto Aa Aa

A luta pela independência da Argélia ressurgiu no Festival de Cinema deste ano com o filme “Hors la Loi” de Rachid Bouchareb, e foi essa a razão de tanto barulho nas ruas da Riviera francesa.

A segurança foi reforçada ao redor do Palácio de Cannes para a exibição à imprensa do longa-metragem, que aborda o passado colonial da França.

“Estamos zangados senhora. Zangados porque o nosso pais utiliza fundos públicos dos nossos impostos para ajudar no financiamento deste filme, e è uma história falsa”.

Quase 1.200 convocadas pela Frente Nacional, o partido de extrema-direita francês e por organizações de antigos combatentes e harkis.

A produção mostra a história de três irmãos, expulsos quando crianças de casa pelos colonizadores franceses. Adultos, em Paris, os três participam na luta pela independência da Argélia.

O realizador diz que apenas quer que o passado colonial francês seja debatido para se avançar rumo a um verdadeiro encontro entre a Argelia e a França