Última hora

Última hora

Tailândia: primeiro-ministro quer reconciliar o país

Em leitura:

Tailândia: primeiro-ministro quer reconciliar o país

Tamanho do texto Aa Aa

Reconciliar o país. É o que promete o chefe de Governo da Tailândia, dois dias depois de os militares terem neutralizado os camisas vermelhas barricados no centro de Banguecoque.

A ofensiva provocou 15 mortos e mais de meia centena de feridos. Nove corpos foram encontrados, esta sexta-feira, num centro comercial da capital.

Num discurso transmitido através da televisão, Abhisit Vejjajiva pediu um voto de confiança:

“Vamos continuar a trabalhar para que o país regresse à normalidade o quanto antes.
Pela frente temos grandes desafios, o maior é a divisão do país.”

Divisões que se acentuaram desde 2006, depois do antigo primeiro-ministro, Tashin Shinawatra, ter sido afastado do poder.

Os confrontos dos últimos meses provocaram mais de 80 mortos.

O Governo já controla a capital, ainda assim o recolher obrigatório vai prolongar-se até domingo.