Última hora

Última hora

Protestos marcam Gay Pride na Roménia

Em leitura:

Protestos marcam Gay Pride na Roménia

Tamanho do texto Aa Aa

A sexta edição da Gay Pride em Bucareste, na Roménia, foi mais uma vez marcada por fortes protestos de grupos de extrema-direita.

Cerca de 350 pessoas desfilaram este sábado para reclamarem o fim da homofobia. Os embaixadores de onze países participaram na festa, mas nenhum homem político romeno esteve presente. Um assunto tabu, num país que descriminalizou a homossexualidade há apenas oito anos.

“Sou reformada e testemunhei situações piores no passado. Espero que as coisas melhorem”, afirma uma participante.

Outra acrescenta: “Este grupo marginalizado e discriminado deve mostrar que existe e as pessoas têm de acabar por aceitá-lo”.

A segurança foi reforçada para evitar incidentes. Mas um grupo de 150 militantes de extrema-direita tentou estragar a festa. Em todas as edições da Gay Pride, com excepção do ano passado, o evento acabou em confrontos. Em causa, a forte oposição da Igreja Ortodoxa que defende que a homossexualidade é um pecado e uma doença mental.