Última hora

Última hora

Seul quer sanções contra Pyongyang

Em leitura:

Seul quer sanções contra Pyongyang

Tamanho do texto Aa Aa

A Coreia do Sul preconiza medidas de retaliação contra a Coreia do Norte. A tensão entre os dois vizinhos da península está ao rubro depois do afundamento dum navio de guerra em Março e que as autoridades de Seul atribuem a um torpedo disparado por um submarino do Norte.

A Coreia do Sul pretende levar o caso ao Conselho de Segurança das Nações Unidas e aprovar um novo pacote de sanções. A iniciativa vai colocar sob pressão o único aliado do regime de Pyongyang: a China.

O presidente sul-coreano, Lee Myung-bak, exigiu à Coreia do Norte que apresente “um pedido de desculpa ao país e à comunidade internacional” e que “castigue o responsável pelo incidente e todos os que nele estiveram envolvidos.”

O afundamento do navio sul-coreano causou a morte a 46 marinheiros e foi um dos confrontos mais mortíferos entre as duas Coreias desde a guerra de há seis décadas. O presidente americano, Barack Obama, ordenou às suas tropas para se prepararem no caso da Coreia do Norte responder às eventuais sansões da ONU com uma agressão militar. Pyongyang nega as acusações de Seul.