Última hora

Última hora

Hungarodescendentes vão ter direito à nacionalidade húngara

Em leitura:

Hungarodescendentes vão ter direito à nacionalidade húngara

Tamanho do texto Aa Aa

Dar aos descendentes de húngaros a nacionalidade húngara é o objectivo da nova lei, agora aprovada no parlamento de Budapeste, por uma esmagadora maioria de 334 votos a favor, três contra e cinco abstenções. O texto prevê que todas as pessoas que demonstrem ter antepassados húngaros e que falem a língua têm acesso à nacionalidade magiar.

A promessa eleitoral do Fidesz, o partido de direita, no poder, assenta como uma luva aos três milhões e meio de húngaros que vivem nos países vizinhos – mas, segundo Zoltan Kiszelly, analista, na Universidade da Hungria, “pode provocar conflitos, sobretudo com a Ucrânia e com a Eslováquia, onde vivem numerosos húngaros na zona fronteiriça. Estes dois países receiam que se houver cidadãos húngaros a viver de ambos os lados da fronteira talvez, um dia, dentro de 20 ou 30 anos, isso possa ser um argumento para que um futuro governo húngaro modifique as suas fronteiras com base em princípios étnicos, o que poria em perigo a jovem independência destes países.”

Independente desde 1993, a Eslováquia – que pertenceu ao Reino da Hungria até ao fim da Primeira Grande Guerra e à criação da Checoslováquia – considera o texto uma ameaça. Cerca de dez por cento dos cinco milhões de eslovacos é de origem húngara. Bratislava já ameaçou não aceitar o estatuto de dupla nacionalidade e retirar-lhes a cidadania eslovaca caso optem pela húngara.