Última hora

Última hora

Itália vai reduzir gastos públicos para travar défice

Em leitura:

Itália vai reduzir gastos públicos para travar défice

Tamanho do texto Aa Aa

Cerca de 24 mil milhões de euros. É quanto o Governo italiano quer poupar entre 2011 e 2013. O plano de austeridade aprovado pelo Conselho de Ministro assenta na redução dos gastos públicos e no combate à evasão fiscal.

Os salários da função pública vão ficar congelados nos próximos três anos. Durante este período também as contratações vão ser limitadas.

As despesas de custo dos ministros e deputados vão sofrer um corte de 10%. As colectividades locais vão ser convidadas a reduzir as despesas em 5,8 mil milhões de euros.

À semelhança de outros países europeus Itália procura, assim, reduzir o défice orçamental e devolver confiança aos mercados. Mas nem todos se mostram optimistas:

“É um desastre, os cortes orçamentais nas escolas, nas instituições locais, é um desastre. Já estamos mal e se isto continua assim…” afirma um italiano.

Um outro refere “eles não fazem mais que o cortar no financiamento das administrações públicas, o que não deveria acontecer”

O plano vai ser, hoje, apresentado pelo primeiro-ministro e pelo ministro da Economia durante uma conferência de imprensa. Com estas medidas o governo de centro-direita pretende reduzir o défice para 2,7% em 2012.