Última hora

Última hora

Sete mortos no atentado de Stavropol

Em leitura:

Sete mortos no atentado de Stavropol

Tamanho do texto Aa Aa

Com o balanço dos mortos na explosão de ontem, no Cáucaso, a aumentar para sete, a justiça russa decidiu abrir um inquérito por “assassinatos múltiplos”, “produção ilegal de explosivos” e “acto de terrorismo”. Para já, as pistas privilegiadas são a rebelião islamita do Cáucaso e grupos nacionalistas russos.

O atentado ocorreu ao final da tarde de ontem, perto do Palácio da Cultura e dos Desportos de Stavropol, quando mais de uma centena de pessoas se preparava para assistir a um espectáculo de dança chechena.

Stavropol é a capital da região federal do Cáucaso do Norte. Criada pelo presidente Dimitri Medvedev em Janeiro, a nova divisão administrativa engloba repúblicas como a Chechénia, a Inguchétia, a Ossétia do Norte ou o Daguestão, por exemplo.

Segundo as primeiras constatações, a bomba visava as pessoas que entravam no teatro.
Mais de quarenta pessoas ficaram feridas. Trinta e três continuam hospitalizadas, algumas em estado grave.