Última hora

Última hora

Ahmadi enterraram vítimas dos ataques nas mesquitas

Em leitura:

Ahmadi enterraram vítimas dos ataques nas mesquitas

Tamanho do texto Aa Aa

Centenas de pessoas participaram, este sábado, nos funerais das vítimas dos ataques terroristas na cidade de Lahore, no Paquistão.

Os funerais decorreram em Chinabnagar Rabawa, a 200 quilómetros de Lahore, sede da comunidade muçulmana Ahmadi.

Os ataques às duas mesquitas provocaram a morte a cerca de 80 pessoas e ferimentos em mais de uma centena.

“É um incidente extremamente cruel e bárbaro, que não provocou apenas grandes perdas para a seita ahamdi, mas prejudica também a imagem do país. Ê um tipo de violência de uma enorme brutalidade, qualquer que seja o angulo de que se observe”, afirma um dos participantes nas cerimónias fúnebres.

Durante os serviços religiosos de sexta-feira vários homens fortemente armados e carregados de explosivos irromperam pelas mesquitas de Model Town e Garhi Shahu e abriram fogo sobre os fiéis. A polícia e o exército levaram várias horas a controlar a situação.

Os ahmadi, uma comunidade muçulmana minoritária que defende um islão modernista e liberal, tem sido alvo de perseguições políticas e religiosas no Paquistão. Os muçulmanos sunitas e chiitas consideram-nos heréticos.

O terrorismo matou no último ano, em Lahore, cerca de 300 pessoas.