Última hora

Última hora

BP prolonga operação para vedar a fuga de petróleo

Em leitura:

BP prolonga operação para vedar a fuga de petróleo

Tamanho do texto Aa Aa

Enquanto Barack Obama visitava a região afectada pela maré negra, a BP prosseguia a operação para tentar tapar a fuga de petróleo, no fundo do Golfo do México.

A expectativa continua e Tony Hayward da petrolífera britânica mostrou-se cauteloso quanto ao resultado da complexa tarefa, que tardará mais uns dias.

“Progredimos. Estamos a seguir todos os procedimentos. Demonstrámos que pode resultar e alcançámos algum sucesso mas até estar feito, nada está garantido”.

A operação, denominada de “Top Kill”, começou há três dias e está a ser realizada a 1500 metros de profundidade. A tarefa consiste em depositar um bloco de distribuição debaixo de água. Ao mesmo tempo, na superfície, a plataforma que é alimentada por navios, está ligada ao poço por dois tubos: um envia a lama para interceptar o fluxo de petróleo. O outro serve para injectar o cimento para selar o poço.

A fuga dura há mais de um mês. Segundo especialistas mandatados pela administração americana, o derrame atingiu os 2 a 3 milhões de litros de crude por dia, desde 22 de Abril.

A maré negra ultrapassou todas as previsões e já se tornou no maior desastre ambiental da história dos Estados Unidos.