Última hora

Última hora

BP incapaz de deter fuga de petróleo no Golfo do México

Em leitura:

BP incapaz de deter fuga de petróleo no Golfo do México

Tamanho do texto Aa Aa

A maré negra no Golfo do México já tem mais de um mês e a tentativa da BP para conter o derrame de petróleo fracassou.

Sem fim à vista, a companhia britânica teve de se render às evidências. O objectivo é agora minimizar os danos. A curto prazo, a BP vai ensaiar novas operações, mas tudo leva tempo, como explica o director-geral da empresa.

“No final de Agosto, esperamos poder chegar ao fim. Ontem falhámos a tentativa. Agora vamos colocar uma cápsula sobre o local. O próximo passo é certificarmo-nos que conseguimos minimizar a quantidade de óleo e poluição que vai para o Golfo”, diz Bob Dudley, director-executivo da BP.

Confissão cruel da companhia britânica, incapaz de fazer melhor.

Em Nova Orleães, onde a economia foi abalada pela maré negra, os habitantes ainda terão de esperar algum tempo para ver resultados.

“Acho que eles não fizeram a pesquisa devida antes da perfuração. Cinco mil metros abaixo da superfície – é mais uma experiência do que outra coisa. Fazem experiências e nós é que pagamos”, revela Todd Greaslan, uma habitante de Nova Orleães.

As tentativas para dominar a fuga de petróleo custaram milhões de dólares à companhia britânica, mas sem qualquer resultado.

A estes gastos somam-se os danos ecológicos e económicos que afectam toda a região.