Última hora

Última hora

Colombianos escolhem sucessor de Uribe

Em leitura:

Colombianos escolhem sucessor de Uribe

Tamanho do texto Aa Aa

Álvaro Uribe já escolheu o sucessor. O até agora Chefe de Estado colombiano prepara-se para passar o testemunho, depois do Tribunal Constitucional ter rejeitado um referendo para permitir que se apresentasse a um terceiro mandato consecutivo.

Cerca de 30 milhões de eleitores são chamados às urnas para escolher o novo presidente da Colômbia. Na corrida estão nove candidatos.

Mas de acordo com as sondagens apenas dois recolhem mais de 30% das intenções de voto:

Juan Manuel dos Santos, ex-ministro da Defesa entre 2006 e 2009, apoiado pelo Partido da Unidade Nacional, no poder e o ex-autarca de Bogotá, Antanas Mockus, do Partido dos verdes.

Se nenhum dos candidatos recolher 50% dos votos vai ser necessária uma segunda volta prevista para 20 de Junho.

A batalha do candidato independente Robinson Devia é outra. Em sinal de protesto contra aquilo a que chama de discriminação no tratamento dos candidatos iniciou uma greve de fome por tempo indeterminado:

“Estou em greve de fome há 21 dias porque as garantias eleitorais não foram cumpridas para a eleição 2010-2014. As instituições do Estado, o Governo de Álvaro Uribe e ministro da Justiça não deram as mesmas condições aos nove candidatos” afirma.

Em dia de eleições o contingente policial foi reforçado num país onde a insegurança é elevada.

A Colômbia é maior produtor de cocaína e às actividades do narcotráfico juntam-se as de grupos armados ilegais.