Última hora

Última hora

Erdogan acusa Israel de "terrorismo de Estado"

Em leitura:

Erdogan acusa Israel de "terrorismo de Estado"

Tamanho do texto Aa Aa

Multiplicam-se os protestos na Turquia contra o ataque à frota de ajuda humanitária ao largo de Gaza. O episódio piora as relações entre Ancara e Telavive, antigos aliados estratégicos.

O primeiro-ministro turco acusa Israel de ter cometido um acto de “terrorismo de Estado”. Recep Tayyip Erdogan falou aos jornalistas ainda em Santiago do Chile, depois de ter cancelado a visita à América Latina e ter anunciado o regresso a Ancara.

“Quero dizer muito claramente que o ataque realizado por Israel, seja por que razão for, é terrorismo de Estado que vai contra o direito internacional”, declarou Erdogan. “O ataque mostra, claramente, que o governo israelita não quer, de todo, a paz na região. Face a este terrorismo de Estado, que é desumano, não vamos deixar de reagir e vamos dar uma resposta concreta”, advertiu.

Para já, Erdogan pediu uma reunião de emergência da NATO e do Conselho de Segurança da ONU, do qual a Turquia é membro temporário.
Além disso, Ancara chamou o embaixador turco em Israel e convocou o embaixador israelita na Turquia ao Ministério dos Negócios Estrangeiros para dar explicações.