Última hora

Última hora

Israel ataca e contra-ataca

Em leitura:

Israel ataca e contra-ataca

Tamanho do texto Aa Aa

Israel justifica a intervenção militar desta madrugada, contra a denominada “Frota da Liberdade”, com o argumento de que esta transportava armas para o Hamas.

O exército israelita lançou uma investida aérea contra o barco turco que liderava a frota, terão morrido, pelo menos, dez pessoas. Há dezenas de feridos. Um barco grego foi também atingido. O incidente ocorreu, em águas internacionais, no Mediterrâneo.

A Turquia garante que nas embarcações seguiam dez mil toneladas de ajuda humanitária. Segundo as autoridades do porto de Antalya, na Turquia, local de onde partiram os barcos, foram feitos Raio-X a toda a tripulação, passageiros e mercadorias.

Por seu lado, Israel diz que encontrou armas a bordo e que as suas tropas foram atacadas. O chefe da Marinha israelita afirma que havia cerca de 600 passageiros a bordo e que os soldados foram atacados com armas de fogo e uma violência que punha em risco as suas vidas. Acrescenta que, para se defenderem tiveram que usar armas.

Richard Falk, o Relator Especial das Nações Unidas para os territórios ocupados, afirma que Israel usou armas mortíferas contra civis desarmados e que matou activistas dos direitos humanos.

A comunidade internacional está chocada e, por todo o mundo, estão a ser chamados os embaixadores israelitas para darem explicações.