Última hora

Última hora

Jornada de protesto social na Roménia

Em leitura:

Jornada de protesto social na Roménia

Tamanho do texto Aa Aa

O sector público da Roménia está mobilizado contra as medidas de austeridade do governo.

Esta segunda-feira foi dia de greve nacional dos funcionários e milhares de pessoas sairam às ruas de Bucareste em protesto.

O pessoal da saúde, os professores e mesmo os guardas prisionais baixam os braços. Um sindicalista afirma que “o governo deveria desistir destas medidas criminosas e pôr em prática medidas económicas coerentes, para o médio e longo prazo, ou vão todos morrer à fome”.

Uma mulher questiona: “Um casal em que o marido e a mulher trabalhem no sector público e que tenha dois ou três filhos, vai viver de quê?”

O plano de austeridade passa pelo corte de 25% nos salários dos funcionários públicos e 15% nas reformas.

Um funcionário ganha em média, na Roménia, entre 300 e 400 euros e as reformas não ultrapassam, em média, os 180 euros.

O governo de Bucareste está obrigado a reduzir o defice publico abaixo dos 6,8%, para poder aceder a mais uma fatia da ajuda de 20 mil milhões de euros, acordada pelo Fundo Monetário Internacional (FMI).