Última hora

Última hora

Israel prende 480 activistas

Em leitura:

Israel prende 480 activistas

Tamanho do texto Aa Aa

Estão detidos 480 activistas da causa palestiniana, um número que pode aumentar, ainda hoje.
 
Isto porque, a marinha israelita está pronta a interceptar mais um barco humanitário, que pretende atingir a Faixa de Gaza.
 
Trata-se do navio mercante Rachel Corrie, recentemente adquirido pelo Movimento Gaza Livre.
 
A informação foi confirmada por fontes militares israelitas. Garantiram que a marinha espera apenas que o navio entre em águas territoriais de Gaza.
 
Na Prisão de Ashdod estão detidas 480 pessoas, enquanto outras 48 devem ser repatriadas a partir do aeroporto de Ben Gurion.
 
Entre os detidos, está  Kamal Khatib presidente do Comité de Árabes israelitas. E também Raed Salah, dirigente do Movimento Islâmico de Israel.
 
Além destes, há ainda 45 activistas que estão hospitalizados. Foram feridos durante o assalto ao comboio marítimo, filmado por uma câmara, instalada a bordo de um helicópetro militar hebraico.
 
Ao Aeroporto de Istambul já chegaram também três membros da asscoiação Crew.
 
Um deles garante não havia armas a bordo:
 
“Quando nós saltámos para a  placa, surgiram  helicópteros e  barcos militares e atacaram-nos. Aproximaram-se da nossa embarcação com os navios militares, após terem emitido um aviso militar seis vezes. Nós dissemos que estávamos desarmados. A nossa única arma era água”.
 
As opiniões públicas continuam a manifestar-se, em diferentes tons.
 
Em Telavive, centenas de pessoas concentraram-se junto às instalações diplomáticas turcas, em apoio do raid israelita desta segunda-feira.