Última hora

Última hora

"Embargo à Faixa de Gaza é contraproducente", diz Tony Blair

Em leitura:

"Embargo à Faixa de Gaza é contraproducente", diz Tony Blair

Tamanho do texto Aa Aa

O ataque israelita contra a frota humanitária “não deve destruir os progressos limitados, mas reais, das negociações de paz”. O alerta foi dado por George Mitchell, o emissário norte-americano para o Médio Oriente, durante uma conferência na Cisjordânia.

Mitchell encontrou-se com o primeiro-ministro israelita que, face à pressão internacional, admitiu estudar “formas criativas” para permitir a entrada de mais ajuda na Faixa de Gaza.

Segundo os media israelitas, a ideia terá sido discutida com Tony Blair, o enviado do quarteto para o Médio Oriente, para quem o embargo é “contraproducente”.

“Penso que o bloqueio à Faixa de Gaza tem de parar. Precisamos de uma política diferente para Gaza, mas já precisávamos dela antes deste incidente”, defende Blair.

A Turquia vai reduzir as relações económicas e de defesa com Israel, avisou hoje o vice-primeiro ministro turco. O ataque à frota humanitária marca uma ruptura entre os dois países,explica uma analista turca, Ayse Karabat.

“O executivo turco está a pressionar abertamente a sociedade israelita para mudar de governo. Estes dois governos, o turco e o israelita, não podem conviver juntos, ao mesmo tempo, no Médio Oriente”, explica Karabat.

A tentativa de um barco turco furar o embargo israelita para levar ajuda à Faixa de Gaza e o esfriar das relações entre Ancara e Telavive foram vistos como gestos heróicos. O barómetro de popularidade da Turquia mede-se nas lojas de lembranças das ruas da cidade de Gaza.