Última hora

Última hora

Turquia e Curdistão iraquiano promovem a via diplomática

Em leitura:

Turquia e Curdistão iraquiano promovem a via diplomática

Tamanho do texto Aa Aa

Após anos de desconfiança mútua, o presidente do Curdistão, região autónoma no norte do Iraque, reuniu-se com o chefe de Estado turco Tayyip Erdogan, para falar de cooperação.

Este encontro aconteceu ontem, em Diarbakir, na Turquia, e surgiu numa altura em que o ilegalizado Partido dos Trabalhadores do Curdistão – PKK – regressou aos atentados um ano depois de ter declarado tréguas.

Massoud Barzani sublinhou que os curdos estão contra a continuidade da violência e não consideram a segurança turca como um tema à margem dos seus interesses, por isso, prometem tudo fazer para evitar que a situação piore.

A Turquia não se priva de realizar incursões militares no norte do Curdistão iraquiano para combater os rebeldes do PKK. Já que Ancara teme que os curdos iraquianos promovam o separatismo junto dos 15 milhões de curdos que vivem na Turquia.

A região, rica em petróleo, partilha fronteiras com quatro países.

O PKK não vê na diplomacia uma solução.

Na passada quinta-feira, rebeldes curdos atacaram um veículo blindado da polícia turca no sudeste do país, junto à fronteira com o Iraque. Dois agentes foram feridos.

O PKK milita por uma autonomia democrática da população. O seu líder, Abdullah Ocalan, está preso na Turquia.