Última hora

Última hora

Gaza: testemunho de um jornalista italiano

Em leitura:

Gaza: testemunho de um jornalista italiano

Tamanho do texto Aa Aa

O que se passou exactamente, no dia 31 de Maio, ao largo de Gaza? Há uma semana que os testemunhos se multiplicam com diferentes versões e interpretações dos activistas e de Israel. As imagens apenas têm contribuído para a batalha mediática.

Uma das críticas feitas a Israel é a apreensão do material aos jornalistas a bordo da frota. Foi o que aconteceu a Marcello Faraggi, jornalista italiano free-lance que estava a bordo de um dos navios. Ele conta:

“Na realidade, a carga que vi era constituida por cadeiras de rodas, casas pré-fabricadas, medicamentos, etc…mas os militares levaram as minhas cassetes e a única coisa que consegui esconder e trazer foi o cartão de memória. Contra qualquer lei internacional, apreenderam-me o material. “

“Houve testemunhas que me disseram que os primeiros soldados foram apanhados por activistas turcos e os que chegaram depois de barco dispararam imediatamente, matando dois ou quatro homens no local onde os outros tinham sido feridos e mortos a caminho de Ashdod”.

“Podíamos escapar e, duas horas depois, os militares vinham ao nosso navio e tentavam forçar-nos a parar o barco e diziam que colocávamos em perigo o cargueiro com a ajuda humanitária, o navio e os passageiros. Mas vê quem punha em risco os passageiros? Podemos ver como eles estavam armados”.