Última hora

Última hora

Cimeira sobre segurança na Ásia condena Israel

Em leitura:

Cimeira sobre segurança na Ásia condena Israel

Tamanho do texto Aa Aa

O ataque israelita contra a frota de ajuda humanitária com destino a Gaza dominou a cimeira sobre segurança dos países asiáticos, que se realizou na Turquia e foi presidida pelo presidente Abdullah Gul.

O encontro reuniu durante dois dias os líderes de 22 países e territórios, entre eles do Irão, da Síria e da Autoridade Palestiniana. Israel enviou um embaixador.

“Para evitar futuros actos semelhantes e garantir o princípio da responsabilização perante a Justiça, e para garantir a realização de um inquérito transparente, todos os membros da cimeira, excepto um, apoiam a criação de uma comissão independente sob a égide da ONU.”, indicou Abdullah Gul.

Os Estados Unidos, ausentes na cimeira, consideram importante a participação de Israel num inquérito internacional, mas evitam apoiá-lo de forma aberta.

À margem da cimeira, o primeiro-ministro russo, Vladimir Putin reuniu-se com o homólogo turco Tayyip Erdogan.

A reunião serviu de trampolim à estratégia regional turca, país laico de maioria islâmica próximo do ocidente, mas que começa a impor-se no seio do Médio Oriente e parte da Ásia, em especial junto dos países ricos em petróleo e gás natural.