Última hora

Última hora

Exploração petrolífera no Oceano Árctico poderá ser revista

Em leitura:

Exploração petrolífera no Oceano Árctico poderá ser revista

Tamanho do texto Aa Aa

Uma nova política energética para os Estados Unidos. É o que defende o chefe da maioria democrata no Senado norte-americano na sequência da explosão da plataforma da BP.

A ideia é reforçar a aposta em energias limpas e renováveis como a solar e a eólica para evitar futuras marés negras.

Uma opinião partilhada por ecologistas e pelo presidente da Federação Nacional da Vida Selvagem:

“É tempo de mudança. A América precisa de alterar o caminho energético. Devemos pedir ao Congresso que defina uma nova agenda para o país nesta matéria. Se não o fizermos vamos colocar-nos numa situação de maior risco ecológico e não só. Esta é a nossa fonte de subsistência. Aqui estão concentrados entre 20 a 30% dos nossos recursos piscícolas e estamos a destruí-los.”

A maré negra chegou às costas de vários estados norte-americanos. Barack Obama decidiu suspender a exploração petrolífera no Oceano Árctico, mas esta decisão poderá ser revista devido à elevada taxa de desemprego no país.

A pensar na economia estão também os banhistas:

“Se as condições não me permitissem caminhar eu não viria. As pessoas devem vir para a praia e gastar dinheiro para ajudar a economia.”

A BP garante estar a limitar a quantidade de petróleo derramado graças à válvula de contenção recentemente colocada. Mas para os pelicanos castanhos isto de pouco ou nada serve.