Última hora

Última hora

Obama perde a paciência com presidente executivo da BP

Em leitura:

Obama perde a paciência com presidente executivo da BP

Tamanho do texto Aa Aa

As esperanças para acabar com a maré negra no golfo do México estão depositadas nestes dois homens.

Barack Obama parece ter perdido a paciência com o presidente executivo da BP e garante que se fosse seu patrão já o teria despedido.

As declarações vêm a público 50 dias após o início do derrame, hoje, considerado o maior desastre ecológico de que há memória nos Estados Unidos.

Uma sondagem agora divulgada revela que cerca de 70% dos norte-americanos critica a actuação do Estado Federal na forma como lidou com a maré negra.

Obama perde mesmo para Bush em relação a 2005, a abraços com o furacão Katrina.

“Nessa altura reconstruímos este lugar e estávamos a pescar três meses depois do Katrina.
Mas três meses depois disto não vamos conseguir pescar” afirma um pescador.

No Golfo do México, a pesca foi proibida numa área equivalente ao tamanho da Grécia.

Barack Obama decidiu suspender a exploração petrolífera no Oceano Árctico, mas esta decisão poderá ser revista devido à elevada taxa de desemprego.

A BP garante estar a limitar a quantidade de petróleo derramado graças à válvula de contenção recentemente colocada. Mas para os pelicanos castanhos afectados pela maré negra isto de pouco ou nada serve.