Última hora

Última hora

Holanda: Trabalhista Mark Rutte promete governo para breve

Em leitura:

Holanda: Trabalhista Mark Rutte promete governo para breve

Tamanho do texto Aa Aa

Mark Rutte promete formar um novo governo até ao final do mês. O partido que lidera, o VVD, alcançou o primeiro lugar das legislativas holandesas de ontem com um único assento de avanço no Parlamento sobre os trabalhistas. Para formar governo, o líder dos liberais vai precisar, pelo menos, de se coligar com mais três partidos.

Em segundo lugar, com um deputado a menos do que os liberais, os trabalhistas de Job Cohen já se mostraram disponíveis para participar da coligação.

Os programas dos dois partidos visam sobretudo o saneamento económico do país. Para tal, Cohen propõe um aumento dos impostos dos mais ricos, Rutte propõe cortes na despesa pública.

Ao alcançar 24 dos 150 assentos parlamentares, relegando para a quarta posição o partido do primeiro-ministro cessante, a extrema-direita estima ter lugar, de pleno direito, a participar no governo holandês. Com um discurso anti-imigração muçulmana, o populista Geert Wilders, sucessor do falecido Pim Fortuyn, conseguiu aumentar o número de deputados do Partido da Liberdade de 9 para 24.

Mas o trabalhista Cohen recusa entrar numa coligação se Wilders participar.

O grande perdedor é Jan-Peter Balkenende. O primeiro-ministro cessante já anunciou abandonar em breve a política, depois de os cristãos-democratas terem sido relegados para quarto lugar, ao perderem 20 dos 41 deputados.

Com dez lugares cada, ecologistas e centristas também já se disseram disponíveis para entrar na coligação governamental.

Todos os cenários são possíveis. Incluindo um nova coligação “violeta” – esquerda-direita – como a que geriu o país entre 1994 e 2002.