Última hora

Última hora

Bélgica: rei Alberto II inicia consultas com líderes partidários

Em leitura:

Bélgica: rei Alberto II inicia consultas com líderes partidários

Tamanho do texto Aa Aa

O Palácio Real belga foi palco de um encontro curioso, entre o rei e o antimonárquico Bart De Wever, que venceu as legislativas de domingo.

O líder da Nova Aliança Flamenga foi o primeiro presidente partidário a ser consultado pelo rei Alberto II, que deve nomear um informador, encarregue de examinar as diferentes coligações políticas possíveis.

Wever diz-se disposto a abrir mão do cargo de primeiro-ministro: “Se for necessário para criar confiança, para termos as reformas que este país precisa, estou preparado a oferecer o cargo de primeiro-ministro a um francófono.”

O próximo primeiro-ministro pode ser Elio Di Rupo do PS, que obteve menos um assento no Parlamento que Wever. Em conjunto com os socialistas flamengos, o PS pode formar o maior grupo parlamentar.

“A Bélgica caminha para um Estado Federal aprofundado e uma reorganização das competências. Os Länder alemães ou as províncias do Canadá têm competências que as regiões ou comunidades belgas não têm nesta fase. Portanto, ainda é possível fazer muitas coisas”, explica o analista Pascal Delwit.

A Nova Aliança Flamenga defende a independência da Flandres, mas propõe a passagem por uma etapa intermédia, o confederalismo, em que as regiões belgas terão grande autonomia.